sábado, 6 de dezembro de 2008

Partimos para Angola há 46 anos


Fez ontem, 46 anos que partimos no paquete UIGE. Estivemos, hoje, a comemorar, essa data, no restaurante do Idalino (que foi emérito cozinheiro do nossa Batalhão) em V.N. de Gaia.

Presente, dominantemente pessoal do Norte.

Informei os meus amigos de Batalhão de que tinha iniciado a contagem das histórias, por mim vividas, junto do Batalhão, aqui, neste blog, mas que das mesmas não tinha recebido qualquer retroinformação, o que me levou a estar tanto tempo sem acrescentar algo (desde Junho que não escrevo). 

Recebi apoio de um número considerável deles, incentivando-me a continuar, o que me levou, hoje mesmo, a reiniciar esta escrita. 

Prometo que as histórias que acrescentarei, ajudem a valorizar um grupo de jovens que numa determinada altura da sua vida, foram obrigados a embarcar para Angola e que as suas atitudes e acções deverão ser devidamente conhecidas e consideradas. 

Prometeram-me, também, que não deixariam de colocar os seus comentários e anotações sobre o que considerarem que poderá a melhor esclarecer o então vivido.

4 comentários:

Anônimo disse...

está muito bem!

Marta Paiva

Tigre1 disse...

Começam os meus netos a ler o blog. Fico agradecido. Também é para eles que escrevo.
Um beijo para a Marta

Fernando disse...

Só hoje vi o teu blog, e fiquei emocionado com o que li. É que encontrei nos vários escritos nomes de pessoal que bem conheci e que nunca mais ouvi falar.
Fui colega de trabalho do Rui Retorta ( filho do dirigente do S.L.B. Francisco Retorta ) cuja primeira filha nasceu no mesmo dia em que nasceu o meu primeiro filho! Quando foi chamado para Angola disse que se ia esconder atrás de uma árvore até que a guerra passasse. Soube, no ano seguinte, que tinha sido morto e, que de nada se tinha escondido, antes pelo contrário.
Frequentei o COM de Agosto/61 em Santarém e depois de uma passagem pelos Dragões de Silva Porto fui parar à Comp.Comandos do Bat. 399 em Nambuangongo na primeira semana de Junho de 1963. Por aí já sabes o pessoal que conhecemos em comum.
Estive no pelotão dos açoreanos com o Sarg. Jorge ( cabeça rapada ), e fui ferido em 22/8/63 numa emboscada no Morro da Palmeira quando estava na Comp.do Cap. Araujo. Fui um dos Vinte e tal alferes do Bat. 399 que foram "despachados" naqueles vossos primeiros meses.
Estive no Hospital de Luanda, no mesmo quarto, com o saudoso Fernando Assis Pacheco e fazíamos versos para um programa da Rádio Iglésias que, salvo erro, tinha a Alice Cruz como locutora!
Estive num almoço em Gaia em 2000 (?) (não estiveste lá) e no de 2006 na Serra d'Aire (também lá estiveste). Este ano tenho esperança de poder comparecer.
Tenho fotos com o Dionísio, o Mário Silva, o Amadeu F.dos Santos, o Cortes, etc. em Nambuangongo que te poderei enviar se achares interessante para o teu blog.
Ou então no próximo encontro...

Saúde e um abração

Fernando Baptista

PaulinhoDasGarotas disse...

Caro amigo. Fui como irmão do Rui Retorta. Escrevo m/MEMORIAS. Gostava k me contasse como foi abatido o Rui. Mail= paulo.fernando39@gmail.com um abraço PAULO